ORAÇÃO E INTERCESSÃO

Avatar de vozdedeus

[et_pb_section fb_built=”1″ admin_label=”section” _builder_version=”3.0.47″][et_pb_row admin_label=”row” _builder_version=”3.0.47″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.0.47″ parallax=”off” parallax_method=”on”][et_pb_text admin_label=”Text” _builder_version=”3.0.47″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”]

1. A ORAÇÃO DE PETIÇÃO E INTERCESSÃO

Jesus disse coisas extraordinárias sobre a oração de petição e intercessão [1] . As promessas de Jesus sobre a oração de petição são grandes e podem até parecer exageradas.

No Evangelho encontramos não apenas frases soltas aqui ou ali, mas uma teologia completa da oração de petição e intercessão.
a.      Orar com fé

Jesus a quem ele ora pede em primeiro lugar por fé: “tudo quanto pedirdes com fé na oração, receberás” (Mt 21,22). A fé é a chave para a oração.

Para pedir com fé, convênios profundos sobre Deus e nossa impotência são necessários; É preciso uma profunda humildade. Para Santa Teresa de Jesus, a humildade é a porta da oração.

Não devemos colocar limites à onipotência de Deus, porque Jesus a proibiu. Suas palavras são muito claras e Marcos destaca um detalhe bonito de entender quando pedirmos com fé: “Tudo o que pedirdes na oração, crede que já tenha recebido e ele será seu” (Mc 11,24).

Pedir com fé é se comportar com Deus como com um pai, evitando qualquer hesitação.

b.         Orar com perseverança

Jesus disse: “Pedi e te será dado, procura e encontrarás, baterás e será aberto” (Lc 11,9). Mas às vezes Deus demora a responder. Isso é bom, porque os problemas são amadurecidos, a humildade cresce, a fé reforça. Não é que Deus tenha necessidade de insistência, somos nós que precisamos dela para curar nossa superficialidade ou falta de consideração. Nós devemos frequentemente ser curados do orgulho.

O “amigo inoportuno” (Lc 11, 5-8) é a mais bela parábola de Jesus sobre a perseverança na oração.
c.      Pergunte ao pai em nome de Jesus

Jesus repete isso freqüentemente, o que significa que é importante. A Igreja sempre fez isso. Nenhum grande oração litúrgica que não siga este caminho: orar ao Pai, em nome de Jesus. “Tudo o que pedirdes ao Pai eu te dou meu nome. Até agora nada que você pediu em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa “(Jo 16,23; Jo 14,13 Além disso, 15.16, 16.2, 16.25).

Estados e incorporados em Cristo significa ter a mente de Cristo, têm a sua amizade e, portanto, perguntar o que Jesus perguntaria como Jesus iria pedir.

d. Perdoe antes de rezar

A oração é o amor de Deus nos toca, mas se nossos corações não estão preparados com caridade, Deus não pode chegar até nós. Jesus nos diz: “Quando definir-se para orar, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas” (Mc 11:25; Mt também 5,23) .

Jesus entende o perdão como uma introdução à oração. Fora da caridade, não há oração verdadeira.

A oração é a experiência de Deus, é acolher o seu amor. Aqueles que não possuem caridade não podem aceitar seu amor, o Pai é o mesmo para todos os seus filhos!
e.      Orar com os outros e outros

Jesus ensinou apenas a orar no plural. O modelo de oração do “Pai Nosso” é todo plural. Jesus assistiu muitas orações feitas em “singular”, mas, quando ele ensina a orar, ele nos diz para orar “no plural”.

Orar com os outros e pelos outros, tomar com interesse as necessidades dos irmãos e, ao mesmo tempo, fortalecer nossa oração individual com a oração dos irmãos; este parece ser o ensinamento de Jesus sobre a oração: “Eu também vai garantir-lhe que, se dois de vós concordarem na terra sobre qualquer coisa que pedirem, seja ela qual for, eu vou buscar o meu Pai que está nos céus. Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles “(Mt 18,19). E mais: “Não rezo apenas por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, acreditarão em mim” (Jo 17,20).

f. Pergunte em todas as necessidades

Jesus não ensinou que, para alguns problemas e dificuldades, podemos orar e, para outros, não podemos. Jesus ensinou expressamente e repetidamente que podemos pedir a Deus por qualquer problema e Ele responderá:

“Tudo o que pedirdes em oração, acredita que já o recebeste e o obterás” (Mc 11,24).

“Tudo o que pedirdes em meu nome, eu o farei para que o Pai seja glorificado” (Jo 14,13).

“Tudo o que pedirdes com fé na oração, receberás” (Mt 21,22). Na verdade, não podemos colocar limites no poder da oração.

g. Peça pelo Espírito

Tudo o que Jesus ensina na oração de petição e intercessão culmina em uma cúpula: Cristo ensina a pedir ao Pai a coisa mais extraordinária, ensina a pedir a soma de todos os bens: o Espírito Santo: “Que pai está entre vocês que , se o seu filho pedir um peixe, em vez de um peixe, ele lhe dará uma cobra; Ou, se ele pede um ovo, ele lhe dá um escorpião? Se então, sendo malvado, souberes dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais o Pai Celestial dará o Espírito Santo àqueles que o pedirem! ”(Lc 11,11).

Jesus nos convida a nos abrirmos ao Espírito que vive em nós, a obedecer ao Espírito, a permitir que ele se expresse em nós, para que nós, em toda ação, possamos sempre ser movidos pelo Espírito.

2. A ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

Jesus denunciou o homem que não dá graças. Quando ele viu que um dos dez leprosos curados voltava apenas para agradecer-lhe, exclamou: “Os dez não foram curados? Os outros nove onde estão? “(Lc 17,11).

O Senhor espera nossa ação de graças [2] por tudo o que ele nos dá. Mas naqueles “nove” estamos todos incluídos, porque somos todos culpados de ingratidão para com Deus.

As Cartas de Paulo freqüentemente começam e terminam com um ato de ação de graças, e o Senhor Jesus está sempre presente: “Em tudo dai graças, porque é isso que Deus, em Cristo Jesus, quer de você” (1 Ts 5:18). ; “Perseverai em oração, vigiando com ação de graças” (Col 4,2).

O livro dos Salmos também está cheio de orações de ação de graças.

Se toda a Bíblia faz lembrar a ação de graças, é porque aprender a dar graças significa aprender a viver o nosso relacionamento com Deus de uma forma vital. Dando graças a Deus, o homem encontra seu próprio equilíbrio; É colocado em dependência de Deus e coloca Deus em seu lugar, em preeminência sobre tudo.

Dar graças é um estímulo para encontrar os dons de Deus, e quanto mais você procura, mais você encontra.

A oração de agradecimento é a oração mais simples, não precisa de muitas palavras; Às vezes um pensamento, um olhar, um “obrigado” é o suficiente.

3. A ORAÇÃO DE LOUVOR

“O louvor é a maneira de rezar que reconhece da maneira mais direta que Deus é Deus. Ele canta para si mesmo, ele dá glória não pelo que ele faz, mas pelo que ele é. Participe da bem-aventurança dos corações puros que te amam na fé antes de vê-lo na Glória. Através dele, o Espírito se une ao nosso espírito para testemunhar que somos filhos de Deus (cf. Rm 8:16), testemunha o Filho único em quem somos adotados e por quem glorificamos o Pai. Louvor integra outras formas de oração e carrega-los em direção a ele, que é sua fonte e seu objetivo “só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e por meio de quem nós existimos” (1 Cor 8,6).

“Recitem entre si salmos, hinos e canções inspiradas; cante e cante no seu coração ao Senhor “(Ef 5:19). A Eucaristia é, segundo as tradições do Oriente e do Ocidente, o “sacrifício de louvor” [3] .

4. A ORAÇÃO DO CORAÇÃO

Quando falamos do “coração”, não nos referimos ao coração físico, mas à parte mais íntima do homem, onde reside a plenitude do seu ser, onde o homem encontra Deus e onde Deus pode encontrar o homem. É a fonte da qual brota toda a vida psíquica e espiritual do homem.

Quando falamos de “coração”, seria mais lógico pensar naquela “centelha divina” que, pelo batismo, todo cristão leva consigo, com a qual o homem pode entrar em contato direto com Deus.

A oração do coração [4] é nos colocarmos simplesmente diante de Deus em um profundo silêncio interior, deixando de lado as palavras, a imaginação, abrindo para Ele o mais íntimo e profundo do nosso ser, lutando apenas para amar. Tudo está apaixonado. “Para mim, a oração diz Santa Teresa do Menino Jesus é um impulso do coração, um simples olhar lançado ao céu, um grito de reconhecimento e amor, tanto no sofrimento e na do meio de alegria” [5 ] .

A mãe que ama seu filho com ternura infinita e o admira em silêncio enquanto a criança dorme nos dá uma idéia da oração do coração.

A oração do coração é permitir que o Espírito Santo, presente em nós, ame a Deus em nós, conosco e através de nós.

Acontece o que foi brilhantemente expresso por C. de Foucauld: “Ele olha para mim me amando, eu olho para ele amando-o”.

As obras de Santa Teresa de Jesus, São João da Cruz, Santa Teresa do Menino Jesus e Beatíssima Isabel da Trindade estão cheias da oração do coração.

A oração do coração, no começo, é boa para não durar mais de um quarto de hora, porque é árida e cansada. Somente quando se torna, pelo dom de Deus, simples e atraente, pode ser estendido sem preconceito.

A oração do coração não é aconselhável para o escrupuloso, para o meticuloso ou para o sentimental, nem é apropriado quando a saúde é ruim, porque, de fato, requer muito esforço e muita concentração. Quando a saúde não funciona, lembra Santa Teresa, a oração vocal ou agradecimento é mais aconselhável.

É supérfluo notar que o momento especial de nossos dias em que a oração do coração tem um tempo privilegiado é depois da comunhão eucarística.

“A oração é o sopro da alma que ama o seu Deus, é a atitude habitual do coração que tende a Deus, que quer viver com Ele, que sabe que todo o bem e todo o auxílio vêm dEle” [6] .

 


[1] Cf. MISSIONARY CENTER «P. FOUCAULD », Il cammino della preghiera (Cuneo 1979) 90-128. Este capítulo traz várias passagens literais do livro.

 

[2] Ibid., 129-142

[3] CATEQUISMO DA IGREJA CATÓLICA, nn. 2939, 2641, 2643.

[4] Cf. MISSIONARY CENTER «P. FOUCAULD “, oc ., 144 145.

[5] STA. TERESITA DEL NIÑO JESÚS, Senhora C-XI, 25º.

[6] GABRIELE DI MARIA MADALENA , Intimità divina, 191, 1

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Tagged in :

Avatar de vozdedeus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *